Médico é preso em RO por cobrar ecocardiograma dentro do Hospital público

8 de junho de 2019

VILHENA RO – Após denúncia do próprio Conselho Regional de Medicina, de um médico, e do próprio diretor do Hospital Faiçal Akkari, na noite desta sexta-feira (7) a Polícia Militar prendeu no Hospital Regional de Vilhena, região do Cone Sul do estado, o médico Charles Novaes. De acordo com o Boletim de Ocorrência, ele é acusado de cobrar pelo exame de Ecocardiograma na Unidade pública de saúde.

Conforme a ocorrência, a vítima informou aos policiais que pagou R$ 380,00 em uma clínica particular ao médico Charles pelo exame de Ecocardiograma. Entretanto, o médico, que estava de plantão, levou a vítima a uma sala dentro do Hospital Regional e fez o exame em um aparelho móvel.

O diretor clínico do Hospital ouviu o relato da vítima e verificou que no prontuário do médico Charles, havia o pedido para ele mesmo realizar o exame dentro do Hospital Regional, indo contra a ética médica. Fato semelhante aconteceu com outra vítima.

As denúncias dão conta ainda que, uma guarnição da PM que ficou no Hospital, flagrou uma mulher levando do Hospital, um aparelho móvel de ecocardiograma em um veículo. Ao ser abordada, ela disse que era funcionária do doutor Charles e que foi solicitada por ele para auxiliá-lo na realização dos exames dentro do Hospital Regional no período noturno, e que após a realização dos exames ela deveria levar o aparelho ao carro do médico,

Ao revistar a maleta onde é carregada o aparelho de ecocardiograma, foram encontrados dois laudos de exame em nome das vítimas e dois recibos de pagamento dos exames realizados dentro do Hospital Regional.

Por: Rondonoticias

Comentarios