JARU – Famílias contempladas com residências do Jardim Primavera cobram os imóveis, que eram para ter sido entregues em 2013

13 de abril de 2021 Fonte::

Famílias contempladas com as casas populares do Residencial Jardim Primavera, localizado no Setor 08, em Jaru, fazem um apelo às autoridades competentes que cobrem da Caixa Econômica Federal (CEF) mais urgência na entrega dos imóveis.

 

Segundo representantes das 219 famílias contempladas, eles já cumpriram todos os critérios necessários exigidos no cadastro para receber a casa própria e a Diretoria da CEF teria se comprometido em realizar a entrega no último dia 5 de abril, o que não foi cumprido.

Eles explicam que, neste momento de crise por causa da pandemia, têm sofrido ainda mais, pois tudo é muito caro, há muito mais gastos com alimentação, higiene e atividades escolares em casa e a renda de muitas dessas família diminuiu devido ao isolamento social. Eles cobram uma solução para essa situação, que está insustentável, pois muitas ainda têm que pagar aluguel.

 
 

Uma comissão foi eleita para representar as 219 famílias, evitando aglomeração e disse que está à disposição para dialogar em busca de uma solução, seja com quem for.

“Tudo que queremos é a nossa casa, que não será de graça, mas sim paga por nós. Mantenho minha fé em Deus e sei que ele vai tocar o coração de todos os envolvidos para resolverem essa situação”, declarou uma das representantes das famílias ao site Anoticiamais.

Na sessão da Câmara Municipal de Jaru realizada na manhã desta segunda-feira (12), as vereadoras Sol de Verão e Maria Damiana Felício de Souza, que tem defendido a causa, juntamente com o vereador Romário dos Santos, cobraram mais agilidade da CEF na entrega dos imóveis e mais rigos das autoridades competentes nas cobranças.

CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DO RESIDENCIAL JARDIM PRIMAVERA

As 219 residências do Residencial Jardim Primavera, construídas por meio do Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal em Jaru, eram para ter sido entregues em novembro de 2013, mas por conta de um impedimento judicial, não foram entregues para as famílias beneficiárias pois estavam embargadas.

Em 11 de abril de 2014, moradores ocuparam o Residencial Jardim Primavera e estavam residindo nas casas populares sem autorização. Após determinação da Justiça, eles tiveram que desocupar as residências e no dia 1º de agosto, os ocupantes realizaram um grande manifesto, onde fecharam a BR-364, sobre a ponte do rio Jaru, cobrando providências por parte das autoridades competentes para que resolvessem logo o impasse.

Depois de ser ocupado por diversas famílias novamente, o residencial foi desocupado no dia 22 de janeiro de 2015, após uma decisão da 2ª Vara Federal da Seção Judiciária de Rondônia, que determinou a reintegração e manutenção de posse do mesmo.

No dia 11 de agosto de 2017, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), de Jaru, realizou o sorteio de 613 casas populares dos conjuntos habitacionais Jardim Primavera e Jardim Europa.

As 394 residências do Jardim Europa foram entregues no dia 10 de dezembro de 2018 e a Caixa Econômica Federal à época teria se comprometido a entregar também às 219 famílias contempladas os imóveis do Jardim Primavera, o que não aconteceu até hoje.

Fonte: Anoticiamais

Comentarios